sábado, 13 de maio de 2017

Iniciativa interessante



Prefeitura de São Paulo publica PMI para concessão de 14 parques municipais
Serão analisados os estudos, os projetos e as modelagens econômico-financeiras e jurídicas das licitações
Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
10/Maio/2017
Foi publicado nesta quarta-feira (10) pela Prefeitura de São Paulo um edital de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para a concessão de 14 parques municipais. O órgão municipal pretende analisar os estudos, projetos e modelagens econômico-financeiras e jurídicas da iniciativa privada para assim estruturar qual modelo será utilizado na concessão.

 "O objetivo não é ter resultado financeiro e, sim, operacional. É melhorar a qualidade dos parques da cidade para que atendam adequadamente os frequentadores de forma gratuita e com melhor eficiência em limpeza, manutenção, iluminação, segurança, manejo da fauna e flora para que sejam exemplarmente administrados. É uma nova etapa na vida da cidade", comentou o prefeito de São Paulo, João Doria.

Os parques que fazem parte do edital são: Ibirapuera; Aclimação; Anhanguera; Buenos Aires; Carmo - Olavo Egydio Setúbal; Cemucam - Centro Municipal de Campismo; Chácara do Jockey; Chuvisco; Cidade Toronto; Independência; Jardim da Luz; Trianon - Tenente Siqueira Campos; Vila Guilherme - Trote; e Vila Prudente - Ecológico Profª. Lydia Natalizio Diogo.

Poderão participar do PMI pessoas físicas ou jurídicas nacionais ou estrangeiras, individualmente ou em consórcio. Além de realizar investimentos de melhorias e manutenção e assumir integralmente as despesas de operação dos parques, os interessados deverão garantir gratuidade na entrada de usuários, procurar desenvolver a desoneração da Prefeitura de São Paulo e incentivar a integração com os permissionários existentes.

Deverão ser enviados estudos de modelagem operacional, econômico-financeira, jurídica, de engenharia e arquitetura para a revitalização, modernização, operação, manutenção e gestão dos parques municipais. Os estudos poderão ser apresentados tanto individualmente, quanto para um conjunto de parques, desde que tenha levantamentos relativos a cada.

A expectativa é que a gestão pela iniciativa privada diminua em 40% o orçamento atualmente destinado a manutenção dos parques, podendo ser direcionado a outros setores que necessitam de mais atenção.

Serão respeitadas todas as regras de ambientais já vigentes, da mesma forma que a Prefeitura será responsável por manter uma fiscalização constante sobre os gestores pela Secretaria do Verde e do Meio Ambiente.

terça-feira, 2 de maio de 2017

Modernidade e renovação



DNIT apresenta nova versão do Sistema de Custos Referenciais de Obras
Terceira versão do sistema tem 6.060 composições de preços de drenagem e obras de correntes, hidrovias, sinalização rodoviária, superestrutura ferroviária e túneis, entre outros
Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
27/Abril/2017








O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) apresentou na última quarta-feira (26) em Brasília, no Distrito Federal, a terceira versão do Sistema de Custos Referenciais de Obras (Sicro) para seus diretores, colaboradores e parceiros. A atualização foi desenvolvida em parceria da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Usado por projetistas, construtores, fornecedores, empresários e órgãos governamentais, o Sicro é uma ferramenta para auxiliar na elaboração de orçamentos de projetos rodoviários e licitação de obras, com finalidade de sempre manter a definição de custos atualizada.

A nova versão do sistema terá no total 6.060 composições de preços, sendo 2.012 de drenagem e obras de correntes; 893 de hidrovias; 612 de obras de arte especiais; 448 de sinalização rodoviária; 352 de superestrutura ferroviária; 279 de terraplenagem; 231 de pavimentação rodoviária; 121 de manutenção rodoviária e 62 de túneis.

"[O novo SICRO] possui como uma das principais marcas trazer mais qualidade ao orçamento público e acelerar a elaboração de orçamentos. Só o DNIT tem cerca de R$ 40 bilhões em contratos construídos sobre a base do sistema, e que o know-how e as constantes revisões e atualizações são suficientes para despertar o interesse por sua utilização", explica Luiz Heleno Albuquerque Filho, Coordenador-Geral de Custos de Infraestrutura de Transportes do DNIT.

Utilizam o sistema órgãos como Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão; Ministério da Integração Nacional; Valec Engenharia, Construções e Ferrovias; Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT); Empresa de Planejamento e Logística (EPL) e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Brasil terá US$ 300 milhões para investimento em obras de energia renovável
NDB fecha contrato BNDES para financiar projetos de geração a partir de biomassa, biogás, resíduos agrícolas e energia eólica, solar e hidroelétrica
Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
28/Abril/2017




O Novo Banco de Desenvolvimento (NDB, em inglês), assinou na última quarta-feira (26), em Brasília, contrato com Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) para financiar US$ 300 milhões para investimento na geração de energia renovável alternativa no Brasil.

Atualmente o País possui 60% de sua geração originando da energia hidrelétrica e, mesmo sendo de uma matriz elétrica renovável, seu sistema fica comprometido a efeitos de mudanças climáticas, como períodos de seca. Assim, o BNDES espera que o financiamento possa ajudar a fomentar a geração de energias alternativas.

Com prazo de 12 anos, carência de três anos e meio e taxa de juros baseada na Libor, o empréstimo tem como estimativa aumentar a capacidade de geração brasileira para 600 MW a partir de biomassa, biogás e resíduos agrícolas, além do incentivo de uso e geração de energia eólica, solar e hidroelétrica (com pequenos centros).

Criado em 2014, o NDB é um banco de desenvolvimento multilateral administrado pelos países componentes do BRICS, com objetivo de promover a cooperação financeira e entre os países emergentes. Desde sua fundação, o NDB já realizou duas operações com a China, totalizando investimento de US$ 379 milhões, duas com a Índia de US$ 600 milhões, uma com a Rússia de US$ 100 milhões e uma operação com a África do Sul de US$ 180 milhões.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Infraestrutura é saúde



BNDES divulga as ofertas recebidas nos leilões dos estudos para concessão de serviços de saneamento em seis estados
Concorrências envolvem serviços no Maranhão, Pará, Pernambuco, Sergipe, Amapá e Alagoas
Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
31/Março/2017


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou os lances recebidos nos leilões para a contratação de estudos para concessão dos serviços em saneamento nos estados do Amapá, Alagoas, Maranhão, Pará, Pernambuco e Sergipe. Os pregões ocorreram neste mês de março.


Os consórcios EY/Felsberg/Muzzi/Ema e PwC/Loeser/Portela/EGIS ofereceram os menores valores nos leilões realizados no dia 15 para Alagoas e Amapá, respectivamente. Ao todo foram 34 ofertas, sendo 16 para o estado alagoano, onde o preço máximo atingiu R$ 19,2 milhões e o mínimo R$ 8,3 milhões, e 18 propostas para Amapá, com valor máximo de R$ 13,1 milhões e menor proposta de R$ 5,3 milhões.

Já os leilões realizados no dia 17 de março, tiveram como maior proposta o Consórcio AQUA pelos serviços no Maranhão, com oferta de R$ 8.537.000,00, e no Pará, com lance de R$ 6.240.000,00.

Por fim, as concorrências de Pernambuco e Sergipe foram realizadas no dia 21 deste mês, sendo que a maior proposta para o estado pernambucano foi do Consórcio Fator/Concremat/VGEP, com valor de R$ 7.876.000,00, e para Sergipe do Consórcio Sanear Brasil, com lance de R$ 4.375.900,00.

Os selecionados nas concorrências terão um prazo de seis a oito meses para conclusão dos levantamentos, que deverão indicar aos estados a proposta de modelagem de participação privada na prestação dos serviços, podendo ser em forma de concessão, subconcessão, parceria público-privada (PPP) ou alienação de ativos, dentre outros.
Segundo o BNDES, os resultados estão em processo de recurso e terão decisão das Autoridades Superiores divulgados até o dia 14 de abril.